DESCRIÇÃO

O Óleo Essencial de Tea Tree ou melaleuca é extraído das folhas e ramos da árvore chá, que também é conhecida como Tea Tree e Melaleuca (Melaleuca alternifolia), uma planta nativa da Austrália. Ele possui três quimiotipos diferentes (terpinen-4-ol, 1,8-cineol e terpinoleno).

 

Versátil, ele pode ser usado como aromatizador, mas, também em argilas medicinais, géis e cremes.

 

O Óleo Essencial de Tea Tree by Samia se destaca por ser 100% natural. Ou seja, ele é totalmente livre de conservantes, sulfatos, parabenos, corantes, essências artificiais, silicone e outras substâncias prejudiciais.

 

Além disso, também é um produto totalmente vegano. O óleo de melaleuca não contém nenhuma substância de origem animal e não é testado em animais.

 

Utilizado há séculos pelos povos aborígines da Austrália, ele começou a se difundir pelo mundo após uma expedição do capitão James Cook, em 1770. Mas foi apenas 1920 que os testes clínicos com essa substância começaram a ser feitos.

 

O Óleo Essencial de Tea Tree possui várias propriedades terapêuticas, entre elas: antiviral, antibactericida, estimulante, expectorante, fungicida, imunoestimulante e anti-inflamatório. Além disso, ele é amplamente utilizado para o tratamento de doenças respiratórias como resfriados, gripes, asma e bronquite, mau hálito. Ele também pode ser usado em aplicação no couro cabeludo para fortalecimento do mesmo.

 

Também possui propriedades cosméticas, apresentando excelentes resultados para o tratamento de caspa, erupções cutâneas e dermatites.

 

Importante ressaltar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda o uso oral desse tipo de componente. Logo, o ideal é utilizá-lo em massagens, inaladores ou difusores.

 

O que são óleos essenciais?



 

Substâncias naturais extraídas de plantas que podem ser utilizadas com diversas finalidades, inclusive para fins terapêuticos e para aromaterapia.



 

História do Óleo Essencial de Tea Tree

 

Tea Tree é um antigo remédio aborígine (Australiano). O povo Bundjalung usavam as folhas esmagadas como cataplasma para feridas infectadas e problemas de pele. Foi chamada de tea tree (árvore do chá) quando o capitão Cook e seus marujos ferveram as folhas para variar o seu chá cotidiano e descobriram uma bebida agradável e picante.

Em 1930, um artigo do Medical Journal of Australia comentou sobre a sua eficácia como agente germicida. Em 1937, descobriu-se que pus, sangue e outros fluidos orgânicos de fato, ao serem tratados com a “Melaleuca alternifólia” (tea tree), diminuíram a infecção, aumentando assim o conhecimento do poder antisséptico do óleo. Após a Segunda Guerra Mundial, o interesse pelo óleo diminuiu com a difusão do uso do antibiótico, mas desde então o óleo de tea tree tem sido estudado por muitos povos, e se poderia dizer que se tornou a cura milagrosa dos anos 1990.

 

Aspectos Botânicos do Tea Tree:

 

Trata-se de uma árvore aromática, pertencente à família das Mirtáceas (igual ao eucalipto) caracterizada por apresentar uma altura de 5 a 7 metros; possui folhas pontiagudas, com cerca de 3,5 cm de largura; flores esbranquiçadas, com cinco pétalas dispostas em espigas densas, com cerca de 5 cm de largura e que aparecem na primavera; o fruto é uma pequena cápsula lenhosa.

 

Observações sobre o óleo essencial de Tea Tree

 

embalagem: Frasco de vidro âmbar com gotejador contendo 10 ml de óleo essencial

 

Nome Científico: Melaleuca alternifolia

 

Parte utilizada da planta:Folhas e Galhos.

 

Tipo de Extração: Destilação a vapor.

 

Combina com: Canela, Cravo-da-Índia, Cipreste, Eucalipto, Gengibre, Lavanda, Limão, Mandarina, Laranja, Alecrim e Tomilho.

 

Utilize com: Óleo Vegetal, Argila Medicinal, Creme Base Neutro, Gel de Aloe Vera, Aromatizador Pessoal e/ou Difusor de Aromas para o Ambiente.

 

Contraindicações:

 

Não indicamos o uso de óleo essencial administrado oralmente (ingestão), pois não poderemos afirmar sua segurança sem recomendações específicas sobre metabolizações e interações de medicamentos que possam ocorrer, sob esta via administrativa, somente sob orientação de um profissional extremamente qualificado. Recomendamos fazer um teste de sensibilidade na pele antes do uso via administrativa tópica.

 

Não recomendamos usar um óleo essencial por mais de 28 dias. Caso seja necessário, descanse uma semana, depois retome-o.

 

Não usar os óleos essenciais puros sobre a pele, podendo causar irritação cutânea se aplicado diretamente sem diluição, excetoLavanda, Copaíba e Tea Tree em aplicação pontual.

 

Quanto em tratamento com remédios homeopáticos não utilizar: Hortelã Pimenta, Alecrim, Sálvia officinalis ou Tomilho. Pois são considerados antídotos aos remédios homeopáticos.

 

No caso de Hipertensão, evitar:Alecrim, Sálvia officinalis e Tomilho.

 

No caso de Hipotensão, evitar:Manjerona e Ylang Ylang.

 

No caso de Epilepsia, evitar: Erva-Doce, Alecrim e Sálvia officinalis.

 

Problemas no Fígado:Caso tenha alguma patologia hepática, evite os óleos essenciais de Erva Doce e Anis Estrelado.

 

Gravidez:Utilizar após o 5° mês de gestação os óleos de Lavanda, Camomila Romana e os cítricos em geral. Consulte sempre o seu médico.

 

Amamentação, não utilizar:Hortelã Pimenta e Alecrim, pois estes óleos possuem ação anti-galactagoga, ou seja, corta o leite.

 

Bebês recém-nascidos, usar:Camomila Romana e Lavanda (01 a 03 gotas em 30 ml de óleo carreador).

 

Bebês 2 a 12 meses, usar: Camomila Romana, Lavanda, Tangerina, Eucalipto Glóbulos, Tea Tree, (03 a 05 gotas em 30ml óleo carreador).

 

Crianças 1 a 5 anos, usar: Gerânio + os óleos acima (05 a 10 gotas em 30 ml de óleo carreador).

 

Crianças 5 a 7 anos, usar: Gengibre + os óleos acima (05 a 12 gotas em 30 ml de óleo carreador).

 

Crianças 7 a 12 anos, usar: Cipreste, Alecrim, Hortelã Pimenta ou do Brasil, Limão Tahiti ou Siciliano + os óleos acima (05 a 15 gotas em 30 ml de óleo carreador).

 

Crianças 12 anos e após, usar: A partir dos 12 anos poderá ser usado qualquer óleo essencial, e em dosagem acima de 1% quando necessário.

 

Como usar o óleo essencial?

 

Os óleos essenciais são substâncias concentradas e devem sempre ser diluídos e utilizados sob a orientação de um profissional qualificado. A By Samia não se responsabiliza pelo uso indevido dos produtos aqui vendidos.

 

Aromatizador: Aproximadamente 15 gotas;

 

Banhos: Em média 15 a 20 gotas após encher a banheira. Diluir em 01 colher de sopa de óleo vegetal, mel ou vinagre orgânico de maçã, e acrescentar ao banho.

 

Compressa: 05 a 10 gotas em 1/2 litro de água;

 

Inalação: 02 gotas em 01 lenço (inalação pontual) ou 01 gota em 50 ml de soro fisiológico ou água (inalação a vapor ou em inalador elétrico);

 

Massagem: 04 a 12 gotas por colher de sopa de óleo vegetal;

 

Óleo para rosto: 01 gota em 01 colher de café de óleo vegetal;

 

Óleo para cabelos: Em média 06 gotas por colher de sopa de óleo vegetal;

 

Uso tópico: Em média 06 gotas por colher de sopa de óleo vegetal.

 

Conservação do óleo essencial:

 

Armazenar em local bem ventilado em embalagem fechada, protegido da luz, calor, fogo, plástico e madeira. Mantenha os frascos longe do alcance das crianças e dos olhos.

 

Por que não ingerir os óleos essenciais?

Os óleos essenciais quando ingeridos podem causar efeitos irritativos ou serem agressivos em mucosas. Podem promover efeitos adversos. Por isso, se for optar por essa via de administração recomendamos que esta seja feita sob recomendação de um médico que conheça a atuação dos óleos essenciais, ou profissionais da aromaterapia com conhecimento profundo em farmacologia ou farmacêuticos. Dentro dos estudos na aromaterapia a escola francesa, (chamada de aromatologia também) está difunde as vias administrativas oral, retal e vaginal.

 

Já a escola inglesa (que é a que a By Samia segue) baseia-se mais no uso externo, através de massagens, reflexologia, inalações e aromatização de ambiente, entre outros, não havendo uso interno, oral, retal e vaginal.

ÓLEO ESSENCIAL DE TEA TREE (MELALEUCA) 10 ML

R$50,00
ÓLEO ESSENCIAL DE TEA TREE (MELALEUCA) 10 ML R$50,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Lióz Eco-Store (showroom) Rua Doutor Olavo Egidio 287, Santana, São Paulo - atendimento de segunda a quinta das 9:00 as 18:00 (agendar horário para retirada)

    Grátis

DESCRIÇÃO

O Óleo Essencial de Tea Tree ou melaleuca é extraído das folhas e ramos da árvore chá, que também é conhecida como Tea Tree e Melaleuca (Melaleuca alternifolia), uma planta nativa da Austrália. Ele possui três quimiotipos diferentes (terpinen-4-ol, 1,8-cineol e terpinoleno).

 

Versátil, ele pode ser usado como aromatizador, mas, também em argilas medicinais, géis e cremes.

 

O Óleo Essencial de Tea Tree by Samia se destaca por ser 100% natural. Ou seja, ele é totalmente livre de conservantes, sulfatos, parabenos, corantes, essências artificiais, silicone e outras substâncias prejudiciais.

 

Além disso, também é um produto totalmente vegano. O óleo de melaleuca não contém nenhuma substância de origem animal e não é testado em animais.

 

Utilizado há séculos pelos povos aborígines da Austrália, ele começou a se difundir pelo mundo após uma expedição do capitão James Cook, em 1770. Mas foi apenas 1920 que os testes clínicos com essa substância começaram a ser feitos.

 

O Óleo Essencial de Tea Tree possui várias propriedades terapêuticas, entre elas: antiviral, antibactericida, estimulante, expectorante, fungicida, imunoestimulante e anti-inflamatório. Além disso, ele é amplamente utilizado para o tratamento de doenças respiratórias como resfriados, gripes, asma e bronquite, mau hálito. Ele também pode ser usado em aplicação no couro cabeludo para fortalecimento do mesmo.

 

Também possui propriedades cosméticas, apresentando excelentes resultados para o tratamento de caspa, erupções cutâneas e dermatites.

 

Importante ressaltar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda o uso oral desse tipo de componente. Logo, o ideal é utilizá-lo em massagens, inaladores ou difusores.

 

O que são óleos essenciais?



 

Substâncias naturais extraídas de plantas que podem ser utilizadas com diversas finalidades, inclusive para fins terapêuticos e para aromaterapia.



 

História do Óleo Essencial de Tea Tree

 

Tea Tree é um antigo remédio aborígine (Australiano). O povo Bundjalung usavam as folhas esmagadas como cataplasma para feridas infectadas e problemas de pele. Foi chamada de tea tree (árvore do chá) quando o capitão Cook e seus marujos ferveram as folhas para variar o seu chá cotidiano e descobriram uma bebida agradável e picante.

Em 1930, um artigo do Medical Journal of Australia comentou sobre a sua eficácia como agente germicida. Em 1937, descobriu-se que pus, sangue e outros fluidos orgânicos de fato, ao serem tratados com a “Melaleuca alternifólia” (tea tree), diminuíram a infecção, aumentando assim o conhecimento do poder antisséptico do óleo. Após a Segunda Guerra Mundial, o interesse pelo óleo diminuiu com a difusão do uso do antibiótico, mas desde então o óleo de tea tree tem sido estudado por muitos povos, e se poderia dizer que se tornou a cura milagrosa dos anos 1990.

 

Aspectos Botânicos do Tea Tree:

 

Trata-se de uma árvore aromática, pertencente à família das Mirtáceas (igual ao eucalipto) caracterizada por apresentar uma altura de 5 a 7 metros; possui folhas pontiagudas, com cerca de 3,5 cm de largura; flores esbranquiçadas, com cinco pétalas dispostas em espigas densas, com cerca de 5 cm de largura e que aparecem na primavera; o fruto é uma pequena cápsula lenhosa.

 

Observações sobre o óleo essencial de Tea Tree

 

embalagem: Frasco de vidro âmbar com gotejador contendo 10 ml de óleo essencial

 

Nome Científico: Melaleuca alternifolia

 

Parte utilizada da planta:Folhas e Galhos.

 

Tipo de Extração: Destilação a vapor.

 

Combina com: Canela, Cravo-da-Índia, Cipreste, Eucalipto, Gengibre, Lavanda, Limão, Mandarina, Laranja, Alecrim e Tomilho.

 

Utilize com: Óleo Vegetal, Argila Medicinal, Creme Base Neutro, Gel de Aloe Vera, Aromatizador Pessoal e/ou Difusor de Aromas para o Ambiente.

 

Contraindicações:

 

Não indicamos o uso de óleo essencial administrado oralmente (ingestão), pois não poderemos afirmar sua segurança sem recomendações específicas sobre metabolizações e interações de medicamentos que possam ocorrer, sob esta via administrativa, somente sob orientação de um profissional extremamente qualificado. Recomendamos fazer um teste de sensibilidade na pele antes do uso via administrativa tópica.

 

Não recomendamos usar um óleo essencial por mais de 28 dias. Caso seja necessário, descanse uma semana, depois retome-o.

 

Não usar os óleos essenciais puros sobre a pele, podendo causar irritação cutânea se aplicado diretamente sem diluição, excetoLavanda, Copaíba e Tea Tree em aplicação pontual.

 

Quanto em tratamento com remédios homeopáticos não utilizar: Hortelã Pimenta, Alecrim, Sálvia officinalis ou Tomilho. Pois são considerados antídotos aos remédios homeopáticos.

 

No caso de Hipertensão, evitar:Alecrim, Sálvia officinalis e Tomilho.

 

No caso de Hipotensão, evitar:Manjerona e Ylang Ylang.

 

No caso de Epilepsia, evitar: Erva-Doce, Alecrim e Sálvia officinalis.

 

Problemas no Fígado:Caso tenha alguma patologia hepática, evite os óleos essenciais de Erva Doce e Anis Estrelado.

 

Gravidez:Utilizar após o 5° mês de gestação os óleos de Lavanda, Camomila Romana e os cítricos em geral. Consulte sempre o seu médico.

 

Amamentação, não utilizar:Hortelã Pimenta e Alecrim, pois estes óleos possuem ação anti-galactagoga, ou seja, corta o leite.

 

Bebês recém-nascidos, usar:Camomila Romana e Lavanda (01 a 03 gotas em 30 ml de óleo carreador).

 

Bebês 2 a 12 meses, usar: Camomila Romana, Lavanda, Tangerina, Eucalipto Glóbulos, Tea Tree, (03 a 05 gotas em 30ml óleo carreador).

 

Crianças 1 a 5 anos, usar: Gerânio + os óleos acima (05 a 10 gotas em 30 ml de óleo carreador).

 

Crianças 5 a 7 anos, usar: Gengibre + os óleos acima (05 a 12 gotas em 30 ml de óleo carreador).

 

Crianças 7 a 12 anos, usar: Cipreste, Alecrim, Hortelã Pimenta ou do Brasil, Limão Tahiti ou Siciliano + os óleos acima (05 a 15 gotas em 30 ml de óleo carreador).

 

Crianças 12 anos e após, usar: A partir dos 12 anos poderá ser usado qualquer óleo essencial, e em dosagem acima de 1% quando necessário.

 

Como usar o óleo essencial?

 

Os óleos essenciais são substâncias concentradas e devem sempre ser diluídos e utilizados sob a orientação de um profissional qualificado. A By Samia não se responsabiliza pelo uso indevido dos produtos aqui vendidos.

 

Aromatizador: Aproximadamente 15 gotas;

 

Banhos: Em média 15 a 20 gotas após encher a banheira. Diluir em 01 colher de sopa de óleo vegetal, mel ou vinagre orgânico de maçã, e acrescentar ao banho.

 

Compressa: 05 a 10 gotas em 1/2 litro de água;

 

Inalação: 02 gotas em 01 lenço (inalação pontual) ou 01 gota em 50 ml de soro fisiológico ou água (inalação a vapor ou em inalador elétrico);

 

Massagem: 04 a 12 gotas por colher de sopa de óleo vegetal;

 

Óleo para rosto: 01 gota em 01 colher de café de óleo vegetal;

 

Óleo para cabelos: Em média 06 gotas por colher de sopa de óleo vegetal;

 

Uso tópico: Em média 06 gotas por colher de sopa de óleo vegetal.

 

Conservação do óleo essencial:

 

Armazenar em local bem ventilado em embalagem fechada, protegido da luz, calor, fogo, plástico e madeira. Mantenha os frascos longe do alcance das crianças e dos olhos.

 

Por que não ingerir os óleos essenciais?

Os óleos essenciais quando ingeridos podem causar efeitos irritativos ou serem agressivos em mucosas. Podem promover efeitos adversos. Por isso, se for optar por essa via de administração recomendamos que esta seja feita sob recomendação de um médico que conheça a atuação dos óleos essenciais, ou profissionais da aromaterapia com conhecimento profundo em farmacologia ou farmacêuticos. Dentro dos estudos na aromaterapia a escola francesa, (chamada de aromatologia também) está difunde as vias administrativas oral, retal e vaginal.

 

Já a escola inglesa (que é a que a By Samia segue) baseia-se mais no uso externo, através de massagens, reflexologia, inalações e aromatização de ambiente, entre outros, não havendo uso interno, oral, retal e vaginal.